À esquerda degradê vermelho. Ao fundo, pessoas interligadas em um fio da organização. No canto inferior direito, o logotipo da FM2S.
Gestão de Equipes

09 de junho de 2024

Gente e gestão: o que faz e dicas essenciais

O setor de gente e gestão  decorre do RH e atinge líderes e colaboradores de toda a organização. Essa gestão eficaz pode melhorar a moral e o envolvimento dos funcionários, reduzir a rotatividade e melhorar a comunicação entre as equipes.

Vamos examinar mais de perto o que é gestão de pessoas, como ela apoia as equipes e as habilidades que compõem uma gestão de pessoas eficaz.

O que é o setor de gente e gestão?

O setor de Gente e Gestão é a evolução moderna do tradicional departamento de Recursos Humanos, focado em maximizar o potencial do capital humano para alcançar os objetivos da empresa. Esse setor vai além de simplesmente preencher posições; ele se dedica a entender e valorizar cada colaborador individualmente, oferecendo estratégias personalizadas que reconhecem e valorizam seus esforços.

Responsável por uma variedade de funções cruciais, como recrutamento, integração de novos funcionários, treinamento e desenvolvimento profissional, o setor de Gente e Gestão também gerencia a avaliação de desempenho e a distribuição de benefícios. Além disso, desempenha um papel vital no aumento do engajamento dos funcionários, garantindo que cada membro da equipe se sinta parte integrante da organização e apoiado em seu crescimento profissional.

A abordagem colaborativa deste setor ajuda a criar um ambiente de trabalho coeso e motivador, essencial para atrair e reter talentos. Implementando programas que surpreendem e motivam, o setor de Gente e Gestão reduz a rotatividade de pessoal e fortalece a cultura organizacional, tornando a empresa um lugar melhor para trabalhar.

Qual a importância do setor de gente e gestão?

Desenvolvimento de colaboradores

O setor de gente e gestão desempenha um papel vital no desenvolvimento dos colaboradores, fornecendo recursos para aprimorar habilidades e descobrir novas aptidões. Através de feedback construtivo, suporte contínuo, e oportunidades de aprendizado, este setor capacita os colaboradores a corrigirem falhas e permanecerem produtivos e engajados. 

Esse investimento em desenvolvimento é essencial para construir equipes de alto desempenho que impulsionam o sucesso da empresa.

Contratação eficiente

A eficiência no recrutamento e seleção é crucial para o sucesso organizacional. O setor de Gente e Gestão planeja cuidadosamente o perfil dos candidatos e utiliza estratégias inovadoras para atingir os melhores talentos. Este processo não só preenche posições com precisão, mas também afeta positivamente o clima organizacional, mantendo índices de rotatividade equilibrados e assegurando que as equipes estejam menos sobrecarregadas.

Motivação das equipes

Manter as equipes motivadas é uma prioridade para o setor de Gente e Gestão. Um ambiente de trabalho motivador aumenta a produtividade e o engajamento, influenciando diretamente os resultados da empresa. Profissionais motivados estão mais dispostos a contribuir para o sucesso da organização e tratar clientes e parceiros com excelência.

Melhoria do clima organizacional

O clima organizacional influencia diretamente a percepção dos colaboradores sobre seu local de trabalho. O setor de Gente e Gestão trabalha para criar um ambiente positivo onde os colaboradores se sintam valorizados e satisfeitos. Investir em políticas de benefícios adequadas, gestão de conflitos eficaz e recursos que correspondam às necessidades dos colaboradores são estratégias que promovem um clima agradável e motivador.

Atração de talentos

Atrair os melhores talentos do mercado é fundamental para manter a qualidade e a inovação dentro da empresa. O setor de Gente e Gestão utiliza práticas de recrutamento estratégicas para captar profissionais que não apenas possuam qualificações técnicas, mas que também compartilhem os valores e a cultura da empresa. 

Essa abordagem ajuda a garantir que os novos colaboradores se integrem de forma eficaz e contribuam positivamente para a organização.

Mediação de conflitos

Resolver conflitos no ambiente de trabalho é essencial para manter a harmonia e a produtividade. O setor de Gente e Gestão é responsável por mediar disputas e encontrar soluções que respeitem os interesses de todas as partes envolvidas. Uma gestão de conflitos eficaz previne problemas de comunicação e colaboração, garantindo que a equipe possa focar em alcançar os objetivos da empresa.

Se você está em busca de aprimorar suas habilidades de liderança e gestão de equipes, não perca esta oportunidade! A FM2S oferece o curso gratuito de "Fundamentos em Gestão de Pessoas", perfeito para líderes, gestores e profissionais que querem impulsionar a eficácia e a inovação em suas organizações. 

Com uma abordagem prática e conteúdo detalhado, o curso abrange desde People Analytics e RH Ágil até estratégias para formar equipes de alto desempenho. Inscreva-se agora e transforme seu ambiente de trabalho com melhores práticas de gestão de pessoas!

O que faz a área de gente e gestão?

A área de Gente e Gestão desempenha várias funções cruciais dentro de uma organização, focando principalmente no elemento mais importante de qualquer negócio: as pessoas. Algumas das principais responsabilidades e atividades desta área:

  • Engajamento e cultura organizacional: trabalha para criar e manter uma cultura organizacional positiva que promova um ambiente de trabalho saudável e produtivo. Isso envolve organizar eventos de team building, pesquisas de satisfação, e iniciativas de bem-estar.
  • Realização do onboarding de novos talentos: o processo de onboarding é vital para integrar novos colaboradores à cultura e operações da empresa. Um onboarding eficaz acelera a adaptação dos novos membros, permitindo que eles contribuam rapidamente para os objetivos da empresa.
  • Estímulo e desenvolvimento de lideranças: o setor de Gente e Gestão também foca no desenvolvimento de habilidades de liderança em todos os níveis da organização. Através de treinamentos e iniciativas específicas, colaboradores são preparados para assumir posições de liderança e tomar decisões importantes, gerir conflitos e trabalhar de forma autônoma.
  • Planejamento estratégico de recursos humanosparticipa do planejamento estratégico ao alinhar as necessidades de pessoal com os objetivos de longo prazo da empresa. Isso inclui planejar futuras necessidades de contratação e desenvolver estratégias para lidar com mudanças no mercado ou na indústria.
  • Planejamento estratégico de recrutamento: a gestão de recrutamento é meticulosamente planejada para atrair os melhores talentos, levando em consideração a evolução das funções dentro da empresa e a importância da diversidade no ambiente de trabalho. Este planejamento inclui a revisão constante das descrições de cargo e a adaptação às novas exigências do mercado.
  • Acompanhamento de resultados através de Indicadores de desempenho: o setor acompanha de perto o desempenho dos colaboradores através de indicadores específicos. O uso de ferramentas como feedback 360 graus permite uma avaliação abrangente, ajudando a identificar áreas de melhoria e a garantir que as ações de Gente e Gestão estejam alinhadas com os objetivos estratégicos da empresa.
  • Resolução de conflitos: atua como mediador em conflitos internos, ajudando a resolver disputas de maneira eficaz e profissional para manter um ambiente de trabalho harmonioso.

Qual a diferença entre RH e Gente e Gestão?

O setor de Recursos Humanos (RH) e o de gente e gestão são duas faces da mesma moeda, mas com abordagens diferentes na gestão de pessoas dentro das empresas. Tradicionalmente, o RH se concentra nas tarefas administrativas como contratar funcionários, gerenciar salários e assegurar que a empresa esteja cumprindo com as leis trabalhistas. É uma abordagem mais técnica e focada em processos.

Por outro lado, gente e gestão é um termo mais moderno que representa uma maneira mais integrada e humana de olhar para os funcionários. Esta área vai além das tarefas administrativas para realmente envolver os colaboradores. Ela busca desenvolver um ambiente de trabalho positivo, onde os funcionários não apenas venham cumprir suas horas, mas se sintam motivados e valorizados

Gente e Gestão enfatiza o desenvolvimento profissional contínuo, o bem-estar dos colaboradores e a criação de uma cultura organizacional forte que fomente a colaboração e inovação. Assim, enquanto o RH pode ser visto como a gestão dos aspectos técnicos do trabalho, Gente e Gestão é sobre liderar pessoas de uma forma que melhore tanto o seu desempenho quanto a sua satisfação no trabalho.

Principais habilidades de gestão de pessoas

1. Empatia 

Tal como acontece com muitas funções centradas nas pessoas, a gestão de pessoas exige empatia . Seja fornecendo feedback ou delegando tarefas , a empatia ajuda os gestores de pessoas a entender de onde vem a outra pessoa. Ao se colocar no lugar deles e ver as coisas do ponto de vista deles, você pode entender melhor o que motiva e desafia outra pessoa.

2. Comunicação

A comunicação é fundamental para o sucesso em muitas funções, e na gestão de pessoas não é diferente. Gestores de pessoas bem-sucedidos podem se comunicar claramente com seus colegas de trabalho em diversas circunstâncias. Eles equilibram franqueza com educação para transmitir sua mensagem a muitas pessoas.

3. Escuta ativa

É essencial ouvir os funcionários e colegas de trabalho. Ao ouvir ativamente, os gestores de pessoas ouvem a pessoa como um todo. Antes de responder, eles anotam o que a outra pessoa diz verbalmente, juntamente com quaisquer sinais físicos que, de outra forma, poderiam passar despercebidos.

4. Criatividade

Cada pessoa é um pouco diferente. Cada funcionário tem necessidades e motivadores diferentes. Descobrir essas diferenças é uma coisa, e agir com base nessas informações é outra bem diferente. É preciso pensamento criativo para resolver os problemas das pessoas. Portanto, ter estratégias prontas para resolver problemas pode ser um trunfo na gestão de pessoas.

5. Aptidão organizacional

A gestão de pessoas envolve muitas pessoas e peças móveis. É necessário um indivíduo organizado para desenvolver e gerenciar processos em toda a empresa e em toda a equipe. Práticas simples que utilizam o tempo das pessoas de forma eficiente têm um impacto considerável. Criar uma agenda para reuniões, acompanhar prontamente as comunicações e aproveitar ferramentas de gerenciamento de projetos pode ser altamente eficaz. 

Dicas para uma gestão de pessoas eficaz

1. Conheça os sistemas

Conheça seus sistemas e como eles se inter-relacionam. A organização tem uma missão e cada equipe tem um objetivo a cumprir a serviço dessa missão geral. 

Como o trabalho de cada equipe interage para atingir esse objetivo geral de carreira? Na sua equipe, qual é o sistema estabelecido? É eficaz no cumprimento dos objetivos declarados? Quais são as diversas funções que compõem a equipe e como elas trabalham juntas? Quais são as responsabilidades de cada função? Por que eles são importantes?

2. Identifique o “porquê”

No livro “Comece com o porquê” , Simon Sinek explica que os líderes inspiram e motivam os outros sabendo o “porquê” de si mesmos, da organização e de seus subordinados diretos. Aprenda mais sobre os indivíduos da sua equipe além de suas funções atuais.

Como esse papel está a serviço de seus objetivos de carreira ou de vida? O que os energiza e o que os esgota? Onde eles se veem daqui a cinco anos? O que é mais importante para eles e por quê? Ao aprender sobre os indivíduos da sua equipe, você entenderá melhor o que motiva cada pessoa .

3. Crie um Plano Estratégico

Você foi encarregado de liderar o objetivo de sua equipe. Quais marcadores-chave mostrarão que você e sua equipe alcançaram as metas estabelecidas pela liderança? Que indicadores ou informações você procurará para validar suas suposições ou corrigir o curso quando o trabalho estiver em andamento? Que obstáculos podem impedir o sucesso e como você os superará?

Seu trabalho não é apenas comunicar e implementar este plano com sua equipe e colegas, mas gerenciá-lo de forma produtiva , mesmo que o plano precise mudar.

4. Contrate certo

Se você tiver a oportunidade de contratar novamente, considere os pontos fortes e fracos de sua equipe atual.  Que conjunto de habilidades preencheria as lacunas da equipe atual e se adequaria à função que precisa ser preenchida? 

Considere seus candidatos internos, incluindo os atuais membros da equipe que manifestaram interesse em assumir essa função. Mas então aproveite a oportunidade e descubra diversos candidatos com as credenciais necessárias. Considere como sua equipe pode se beneficiar com a maior diversidade de perspectivas. Não contrate apenas pessoas que você conhece. Amplie a pesquisa.  

5. Garanta o patrimônio

Fique de olho na justiça nos salários e nas expectativas com as novas contratações e todos os funcionários que lhe foram confiados. Existe uma disparidade salarial potencialmente baseada em gênero, raça ou outro? Trabalhe para resolver isso e criar uma equipe justa, inclusiva e equitativa.

Lembre-se de que você está em uma posição de poder e preparou o cenário para sua equipe. 

6. Defina expectativas

Estabeleça e comunique claramente as expectativas de cada função e do indivíduo que irá cumprir essa função. Quais são os resultados esperados e em que data e hora? Quem entrega o quê e quem atua como backup? Co-criar as regras e expectativas para uma maior apropriação.  

7. Co-criar responsabilidade

Com as expectativas claramente declaradas e comunicadas, cada indivíduo é responsabilizado. Se as expectativas forem cocriadas, manter a responsabilidade individual recai não apenas sobre você, mas também sobre a equipe como um todo. 

8. Use uma abordagem baseada em pontos fortes

Ao usar uma abordagem baseada em pontos fortes, os indivíduos responderão na mesma moeda com uma mentalidade de crescimento positiva. Primeiro, reconheça os pontos fortes da pessoa. O que foi bem? Em seguida, aborde as áreas que poderiam ser melhoradas. Talvez considere como os pontos fortes de outro membro da equipe poderiam reforçar o crescimento exigido pelo indivíduo trabalhando em conjunto.

9. Estabeleça comunicação regular

Agende reuniões regulares com a equipe como um todo e individualmente. Isso criará um senso de comunicação aberta e promoverá a confiança. Em vez de os problemas e a frustração crescerem até explodirem, eles serão abordados no fórum criado para comunicação aberta ao longo do ano. 

Como gestor, você verificará o desempenho da equipe e acompanhará como as iniciativas estão avançando ou não. Os problemas podem então ser identificados e resolvidos mais rapidamente. 

10. Defina uma agenda clara

Ninguém tem tempo a perder ou vontade de sentar na frente de outra reunião do Zoom. Tenha uma agenda clara com um cronograma cumprido para que os membros da equipe entendam que seu tempo é valorizado.  

11. Construir segurança psicológica

Crie um ambiente no qual as pessoas se sintam seguras para compartilhar suas realizações e fracassos. Crie um ambiente que aceite tanto ideias idiotas quanto ideias brilhantes. Todo mundo sabe que às vezes essas ideias idiotas acabam sendo as brilhantes. Valorize as diversas perspectivas de cada indivíduo e dê-lhes espaço para serem ouvidos e considerados. 

Ao criar um espaço seguro, onde as pessoas não são criticadas, serão geradas ideias, problemas serão resolvidos e inovações serão feitas. Em um ambiente que não é seguro, você ouvirá o som de grilos. 

12. Verifique seu ego

Você foi escolhido para ser o gestor por causa de seu conhecimento e, muito provavelmente, de suas habilidades interpessoais. Ao se comunicar com sua equipe, não se preocupe em abandonar a crença de que ninguém mais sabe tanto quanto você, nem será capaz de oferecer a alta qualidade que você exige. Esteja ciente dessa voz tentando irromper e mantenha-a sob controle enquanto pratica os números 13 a 15. 

13. Pratique a escuta ativa em todas as interações

Deixe de lado seu julgamento sobre o que você acha que a pessoa está prestes a dizer. Esteja presente e ouça o que a pessoa está realmente dizendo no momento. 

Reflita e resuma o que você ouviu. Por que isso importa? O indivíduo se sentirá ouvido, reconhecido e valorizado por você.

14. Desenvolva empatia

Considere a perspectiva da outra pessoa e relacione-se com as emoções humanas expressadas. Lembre-se de que o papel profissional é apenas uma parte do indivíduo.

15. Faça perguntas abertas

Faça perguntas que resultem em mais do que uma resposta “sim” ou “não”. Em vez de perguntar se você concorda com a solução (sim/não), pergunte: o que você propõe? Como você lidaria com a situação? (Evite usar a palavra por que, pois pode parecer culpa.)

As perguntas abertas levarão mais tempo inicialmente, especialmente se você tiver certeza de que tem a resposta certa. No entanto, com o tempo, à medida que os membros se sentirem capacitados para encontrar as respostas por si próprios, o seu tempo será libertado para considerar um planejamento estratégico de nível superior.

16. Seja um defensor

Defenda sua equipe como um todo e os indivíduos que fazem parte dela. Receba o feedback da equipe e considere se as expectativas e práticas de trabalho dentro do grupo e com outras equipes precisam ser melhor comunicadas e/ou ajustadas. Se forem necessários recursos adicionais para melhor cumprir o objetivo da equipe, apresente o caso aos superiores para que seja visto como uma situação vantajosa para todos. 

17. Compartilhe oportunidades de crescimento

Compartilhe os recursos, oportunidades de desenvolvimento profissional, aulas, coaching e organizações nas quais se envolver. Com o aprendizado contínuo, há maior possibilidade e satisfação.  

18. Comemore as vitórias

Reconheça um trabalho bem executado, prazos cumpridos, progresso alcançado. Comemore as vitórias.

19. Tenha conversas difíceis e diretas

Nada é mais frustrante ou tóxico do que quando um problema óbvio não é resolvido. A estrutura e as expectativas estabelecidas devem facilitar o processo e funcionar como uma estrela do norte, orientando a conversa. 

20. Confie no seu pessoal

Confie nas pessoas e dê-lhes o espaço de que necessitam para realizarem as tarefas à sua maneira . Os sistemas são esclarecidos. As expectativas estão definidas. Ofereça flexibilidade para realizar o trabalho da melhor maneira que acharem adequada. Pode ser necessário um passeio de bicicleta para o almoço para que a criatividade flua ou desabafe antes que a pessoa esteja pronta para começar novamente. 

21. Feedback de boas-vindas

Bem-vindo a todos os comentários. É a única maneira de crescer e ver o que você não está vendo.

22. Liderar pelo exemplo

Modele o comportamento que você deseja ver nos membros de sua equipe. Modele os limites que são necessários para que todos floresçam. Faça uma pausa para recarregar. Ninguém se beneficia do trabalho 24 horas por dia, 7 dias por semana. Sua equipe seguirá seu exemplo.  

23. Seja um mentor

Compartilhe a sabedoria de sua jornada de vida profissional e ajude a levar seus funcionários ao próximo nível de desenvolvimento e oportunidades. 

Como desenvolver suas habilidades de gestão de pessoas

1. Aprenda mais sobre sua própria inteligência emocional

Quão consciente e no controle de suas emoções você está e como você usa essas emoções para navegar nos relacionamentos interpessoais?

2. Faça um curso de coaching para liderança

Uma aula de coaching para liderança pode ajudá-lo a aprender e praticar habilidades de escuta ativa e como fazer perguntas poderosas e abertas. 

Como alternativa, você pode praticar sozinho. Na próxima vez que você olhar para um colega, sabendo a pergunta e a resposta, pare e pergunte: “o que mais?” 

Ouça o que a pessoa tem a dizer.

3. Seja claro sobre o que é mais importante para você e por quê

Que valores são importantes para você e qual é a sua visão de uma vida bem vivida? Seus objetivos estão alinhados com seus valores e visão? Com essa clareza, você pode liderar melhor a si mesmo e aos outros.

4. Incentive sua equipe a construir soluções juntas 

Apresente suas ideias e peça ao grupo para cocriar juntos as melhores soluções possíveis.  

5. Delegar 

Confie que a pessoa contratada pode atender às suas expectativas e além. Ao atribuir tarefas a outras pessoas, você as ajuda a crescer e desenvolver uma nova confiança e também libera seu próprio tempo para suas próprias tarefas extensas e estratégicas. 

Delegar permite que você tenha a oportunidade de crescer além da função de contribuidor direto e executor . 

6. Faça uma avaliação 360º

Obtenha feedback coletivo de seu chefe, colegas e subordinados diretos. Quais são os seus pontos fortes? Quais são as áreas que você poderia melhorar? Qual é a palavra que uma pessoa usaria para descrever você? O crescimento vem de feedback consistente e do desejo de melhorar a si mesmo. 

7. Reserve um tempo para recarregar as baterias e espere o mesmo de sua equipe

Você precisa saber quando é suficiente. Reserve um tempo para relaxar e descansar, tire férias e certifique-se de que sua equipe também esteja fazendo isso.

Leia mais: 

Equipe FM2S

Equipe FM2S

A FM2S Educação acelera a carreira profissional de seus alunos