gestão de custos logísticos
Logística

21 de junho de 2023

Última atualização: 05 de julho de 2023

Gestão de Custos Logísticos: Estratégias para uma eficiência operacional

A gestão de custos logísticos desempenha um papel fundamental no sucesso das empresas que operam na área de logística e cadeia de suprimentos. É uma metodologia essencial para garantir o controle e a otimização dos custos envolvidos em todas as atividades logísticas, desde o armazenamento até o transporte de mercadorias.

Neste artigo, vamos explorar a gestão de custos logísticos e como essa prática pode impulsionar a eficiência operacional das empresas. Aprenderemos sobre os principais custos logísticos, como implementar uma boa gestão de custos logísticos e quais ferramentas podem auxiliar nesse processo.

O que é gestão de custos logísticos?

A gestão de custos logísticos é uma metodologia que visa gerenciar todos os processos relacionados à identificação, análise, planejamento, controle e redução dos custos envolvidos nas atividades logísticas. 

Ela envolve a análise dos custos diretos e indiretos associados ao transporte, armazenamento, embalagem, manuseio e distribuição de produtos.

A principal finalidade da gestão de custos logísticos é promover uma alocação eficiente dos recursos financeiros disponíveis, otimizando a utilização de espaço, tempo e mão de obra, além de reduzir desperdícios e maximizar o retorno sobre o investimento logístico.

ebook lss na logística

Quais são os principais custos logísticos?

Os custos logísticos podem variar dependendo do tipo de negócio e das características da cadeia de suprimentos. No entanto, existem alguns custos logísticos comuns que devem ser considerados ao implementar uma gestão eficaz. Confira os principais:

Custo de transporte

O custo de transporte é um dos principais componentes dos custos logísticos. Inclui os gastos relacionados ao transporte de mercadorias, como frete, combustível, manutenção de veículos e contratação de transportadoras.

Segundo a pesquisa "Custos Logísticos no Brasil" realizada pela Fundação Dom Cabral, em média, o custo de transporte representa cerca de 60% dos custos logísticos totais das empresas brasileiras.

O custo de transporte é um dos principais componentes dos custos logísticos. 

Custo de estoque

As embalagens representam um custo logístico significativo. Os custos de armazenagem englobam os gastos com o armazenamento de produtos, como aluguel de espaço, energia, segurança, seguro e obsolescência de estoque. 

De acordo com o estudo "State of Logistics Report" publicado pelo Council of Supply Chain Management Professionals (CSCMP), os custos de estoque representam em torno de 25% a 35% dos custos logísticos totais.

A gestão adequada de estoques, a otimização do layout do armazém e a adoção de tecnologias de gestão de estoque são medidas que podem reduzir esses custos.

Custo de embalagem

Envolve os gastos com materiais de embalagem, como caixas, pallets, fitas adesivas e etiquetas. 

Segundo a pesquisa "Global Packaging Market Report" realizada pela Smithers Pira, o mercado global de embalagens movimentou aproximadamente US$ 917 bilhões em 2020.

A escolha adequada das embalagens, considerando a proteção dos produtos e a otimização do espaço de carga, pode reduzir esses custos.

Custo de manuseio

Esse custo envolve os gastos relacionados às atividades de carga, descarga, separação de pedidos, pickingpacking. 

Conforme o estudo "2021 Warehouse and Distribution Center (DC) Equipment Survey" realizado pela Modern Materials Handling, 53% dos entrevistados apontaram que os custos de mão de obra para atividades de manuseio representam a maior parcela dos custos logísticos.

Estratégias como o uso de equipamentos de movimentação eficientes e a implementação de processos de picking otimizados podem minimizar esses gastos.

Como implementar e fazer uma boa gestão de custos logísticos?

Implementar uma boa gestão de custos logísticos requer uma abordagem estruturada e focada na eficiência operacional. Continue lendo para aprender etapas-chave para iniciar o processo:

O primeiro passo é realizar uma análise detalhada dos custos logísticos atuais da empresa. Identifique e classifique os principais custos, como transporte, armazenagem, manuseio de materiais, embalagens, estoques, seguros e tecnologia. 

Isso ajudará a entender a composição dos custos e identificar áreas com potencial para redução.

Defina indicadores de desempenho relevantes para acompanhar e medir os custos logísticos. Exemplos incluem o custo por unidade transportada, custo por unidade armazenada, taxa de utilização do espaço de armazenagem, tempo médio de manuseio de materiais, entre outros. 

Esses indicadores fornecerão informações valiosas sobre a eficiência dos processos logísticos.

Faça uma análise das rotas de transporte existentes e avalie se há oportunidades para otimizá-las. Considere a possibilidade de utilizar diferentes modais de transporte, como rodoviário, ferroviário, marítimo ou aéreo, dependendo das características dos produtos e das necessidades dos clientes. 

O objetivo é reduzir distâncias percorridas, minimizar custos de transporte e melhorar os prazos de entrega. Se você tem interesse na área de Gestão de Transportes e quer se especializar, confira o curso que nós da FM2S oferecemos para você!

Adote práticas de gestão de estoque eficientes para evitar excessos e faltas de produtos. Utilize técnicas como just-in-time (JIT), previsão de demanda, estoque de segurança e análise ABC para otimizar os níveis de estoque. 

Isso reduzirá o capital imobilizado e os custos associados ao armazenamento e manuseio dos produtos

Analise e otimize o layout do armazém para reduzir a distância percorrida pelos funcionários durante as operações de movimentação de materiais. 

Considere agrupar os produtos de acordo com a frequência de movimentação, implementar um sistema eficiente de picking e garantir o acesso fácil aos itens mais populares. Isso melhora a produtividade e reduzirá os custos de manuseio.

Realize uma avaliação dos fornecedores e negocie contratos com base em critérios de custo-benefício. Considere a possibilidade de consolidar os volumes de compra para obter vantagens de escala e obter preços mais competitivos. 

Além disso, verifique se os fornecedores estão cumprindo prazos de entrega, qualidade e níveis de serviço acordados.

Avalie e invista em tecnologia e sistemas de informação logística que possam melhorar a eficiência operacional e reduzir os custos. Isso pode incluir a implementação de softwares de gestão de estoque, rastreamento de carga, sistemas de roteirização, entre outros. 

A automação de processos manuais e a adoção de soluções tecnológicas podem resultar em ganhos significativos de eficiência.

Por fim, a gestão de custos logísticos deve ser um processo contínuo. Monitore regularmente os indicadores de desempenho estabelecidos e faça ajustes conforme necessário. 

Realize análises periódicas dos custos logísticos, identifique oportunidades de melhoria e implemente ações corretivas. Mantenha-se atualizado sobre as melhores práticas e tendências do setor para otimizar continuamente os custos logísticos.

Benefícios da gestão de custos logísticos?

A gestão eficaz dos custos logísticos traz uma série de benefícios para as empresas. Aqui estão alguns dos principais:

  • Redução de custos operacionais: Identificar e eliminar desperdícios logísticos leva a uma redução significativa dos custos operacionais, aumentando a margem de lucro.
  • Melhoria da eficiência operacional: Ao otimizar processos logísticos, é possível aumentar a produtividade, reduzir tempos de entrega e melhorar a qualidade do serviço prestado aos clientes.
  • Aumento da competitividade: Uma gestão eficiente dos custos logísticos permite oferecer preços mais competitivos no mercado, atraindo mais clientes e conquistando uma maior participação de mercado.
  • Tomada de decisões embasadas: Com uma visão clara dos custos logísticos, é possível tomar decisões informadas, identificar áreas de investimento e direcionar os recursos de forma estratégica.
  • Melhoria da satisfação do cliente: Uma gestão eficiente dos custos logísticos resulta em uma cadeia de suprimentos mais ágil e confiável, o que se traduz em uma melhor experiência para o cliente.

Quais são as ferramentas de gestão de custos logísticos? 

Quer fazer a gestão de custos logísticos na sua empresa? Então vamos facilitar para você.

Existem diversas ferramentas disponíveis para auxiliar você e sua empresa que podem ser usadas nas atividades de gestão de custos logísticos. Confira quais são e como podem ser úteis:

Sistema de Gerenciamento de Transporte (TMS, na sigla em inglês)

Essa ferramenta permite o planejamento, execução e monitoramento das atividades de transporte, ajudando a otimizar rotas, reduzir custos com combustível e aumentar a eficiência na movimentação de cargas.

Warehouse Management System (WMS)

É um sistema que gerencia as operações de um armazém, auxiliando no controle de estoque, na alocação de espaço e na otimização dos processos de recebimento, armazenagem e separação de pedidos.

Sistema de Gestão Integrada (ERP)

Um ERP integra diversas áreas da empresa, incluindo a logística, permitindo o monitoramento e o controle dos custos em tempo real, além de fornecer uma visão geral de todos os processos envolvidos.

Análise ABC (Activity-Based Costing)

Essa ferramenta permite a identificação dos custos relacionados a cada atividade logística, auxiliando na alocação eficiente dos recursos e na priorização das atividades mais relevantes.

Business Intelligence (BI)

O uso de ferramentas de BI permite a análise de dados em tempo real, fornecendo insights valiosos sobre os custos logísticos, identificando padrões, tendências e oportunidades de melhoria.

Ao adotar as ferramentas adequadas, é possível obter uma visão mais completa dos custos logísticos, otimizando a gestão e alcançando melhores resultados financeiros.

A gestão de custos logísticos é essencial para empresas que desejam maximizar sua eficiência operacional, reduzir custos e aumentar sua competitividade. 

Com uma abordagem estruturada, o uso das ferramentas corretas e uma análise constante dos custos envolvidos, as empresas podem tomar decisões embasadas e alcançar um desempenho financeiro sólido. 

Invista na gestão de custos logísticos e colha os benefícios de uma logística eficiente e rentável.

Leia Mais:

Alexandre Queiroz

Alexandre Queiroz

Alexandre Mazzini, aluno da UNICAMP em Tec. Controle Ambiental. Especialização em Mídias Sociais e SEO, atua no setor de marketing da FM2S como redator para conteúdo web e analista SEO para blogs.