motivação
Gestão de Equipes

01/11/2023

Motivação Extrínseca: o que é, como ter e importância

A motivação é a força vital por trás de nossas ações e realizações. Todos nós, em algum momento, buscamos motivação para alcançar nossos objetivos, sejam eles pessoais ou profissionais. 

A Motivação Extrínseca é um tipo de motivação que surge de fatores externos, como recompensas, reconhecimento e punições. Por isso, neste artigo, vamos entender a Motivação Extrínseca, analisando como ela influencia nosso comportamento, produtividade e satisfação. Vamos desvendar por que, quando usada com sabedoria, a Motivação Extrínseca pode ser uma ferramenta poderosa para impulsionar a excelência.

O que é Motivação Extrínseca?

A Motivação Extrínseca é um conceito fundamental na psicologia, que se refere à motivação que surge a partir de fatores externos, recompensas tangíveis ou incentivos oferecidos para realizar uma ação específica. 

Diferencia-se da motivação intrínseca, que é motivada pelo interesse, prazer ou valor intrínseco de uma atividade em si. Para compreender a Motivação Extrínseca de maneira mais abrangente, é essencial considerar seus principais aspectos e implicações.

A Motivação Extrínseca pode ser desdobrada em quatro tipos distintos, conforme a Teoria da Autodeterminação de Deci e Ryan:

  1. Regulação Externa: Neste tipo, a motivação é predominantemente impulsionada por fatores externos, como recompensas e punições. As pessoas realizam ações para evitar consequências negativas ou obter recompensas, sem um interesse intrínseco na atividade em si.
  2. Introejctada: Aqui, a motivação é uma combinação de influências internas e externas. As pessoas podem se envolver em uma tarefa devido à pressão social ou interna, como a culpa ou o medo de desapontar alguém.
  3. Identificada: Neste estágio, a pessoa reconhece a relevância da atividade e acredita que está alinhada com seus valores e objetivos pessoais. A motivação é mais interna, pois a pessoa escolhe realizar a tarefa, mesmo que tenha sido inicialmente uma demanda externa.
  4. Integrada: Neste nível, a Motivação Extrínseca está completamente internalizada. A atividade se torna parte do sistema de valores da pessoa, sendo realizada por escolha própria, sem influências externas diretas.

A Motivação Extrínseca desempenha um papel vital em diversas áreas da vida, como educação, trabalho e saúde. 

Pode ser uma ferramenta eficaz para incentivar comportamentos desejados, como estudar para um exame, cumprir prazos no trabalho ou adotar um estilo de vida saudável. 

No entanto, ela também apresenta desafios, já que as pessoas podem perder o interesse quando a recompensa não é mais atraente.

Além disso, a Motivação Extrínseca pode, em alguns casos, prejudicar a motivação intrínseca, diminuindo o interesse genuíno da pessoa pela atividade. 

Portanto, compreender a dinâmica da Motivação Extrínseca é crucial para promover o engajamento das pessoas de maneira eficaz e sustentável. 

A aplicação apropriada desses conceitos pode ser valiosa para educadores, líderes de equipes e profissionais de saúde que buscam motivar e influenciar o comportamento das pessoas de forma eficaz.

apostila design thinking gratuita

Quais são os tipos de recompensas como Motivadores Externos?

A aplicação eficaz de recompensas extrínsecas desempenha um papel crucial na gestão de equipes e na promoção de um ambiente de trabalho produtivo e positivo. 

Existe uma variedade de tipos de recompensas como motivadores externos, incluindo salário, prêmios e reconhecimento,e consequentemente cada um tem sua importância, impacto e estratégias para otimizar seu uso de um ponto de vista organizacional.

1. Salário como recompensa extrínseca

O salário é uma recompensa financeira fundamental no contexto da Motivação Extrínseca. É o pagamento regular que os colaboradores recebem em troca de seu trabalho e esforço. 

Os salários são a base de sustento para muitas pessoas e desempenham um papel significativo na satisfação dos colaboradores e na motivação para realizar suas tarefas. 

A teoria da expectativa, de Victor Vroom, sugere que as pessoas são motivadas a trabalhar com base na expectativa de que seus esforços resultarão em um desempenho superior e, consequentemente, em uma recompensa financeira mais alta.

No entanto, é importante observar que, embora o salário seja uma recompensa extrínseca poderosa, ele não é o único fator motivador. 

Para otimizar o uso do salário como motivador externo, as organizações devem garantir que ele seja competitivo em relação ao mercado, justo e transparente. 

Além disso, outros benefícios, como bônus e participação nos lucros, podem ser adicionados para aumentar a motivação dos colaboradores.

2. Prêmios como recompensas extrínsecas

Prêmios são recompensas especiais que as organizações concedem aos colaboradores em reconhecimento por realizações excepcionais ou comportamento excepcional. 

Essas recompensas podem variar desde troféus e certificados até viagens e bônus financeiros. 

Os prêmios funcionam como um incentivo adicional para que os colaboradores se destaquem e atinjam metas específicas.

Os prêmios são particularmente eficazes quando vinculados a metas claras e mensuráveis, pois fornecem um objetivo concreto para os colaboradores e reforçam a importância do desempenho de alta qualidade. 

Além disso, os prêmios também promovem um senso de realização e reconhecimento, que pode aumentar a motivação e o engajamento dos colaboradores.

3. Reconhecimento como recompensa extrínseca

O reconhecimento é uma recompensa extrínseca poderosa que não necessariamente envolve prêmios materiais ou financeiros. Consiste em demonstrar apreço e valorização pelo trabalho dos colaboradores

O reconhecimento pode ser expresso de várias maneiras, como elogios públicos, prêmios simbólicos, promoções, ou mesmo um simples "obrigado". 

O reconhecimento eficaz reforça o vínculo entre o desempenho excepcional e as recompensas, incentivando os colaboradores a se esforçarem continuamente.

O reconhecimento é uma ferramenta versátil para motivar os colaboradores, pois pode ser aplicado em diferentes níveis hierárquicos e contextos. 

Além disso, ele contribui para um clima organizacional positivo, promovendo a satisfação e a lealdade dos colaboradores.

4. Estratégias para otimizar o uso de recompensas externas

Para maximizar a eficácia das recompensas extrínsecas, as organizações podem adotar as seguintes estratégias:

  • Definir metas claras: Estabelecer metas e expectativas claras ajuda os colaboradores a entender o que é necessário para receber recompensas.
  • Personalizar as recompensas: Reconhecer que diferentes colaboradores podem ser motivados por diferentes tipos de recompensas e personalizar as ofertas de acordo com suas preferências.
  • Manter a consistência e a equidade: Garantir que o sistema de recompensas seja justo e consistente em toda a organização é essencial para evitar conflitos e promover a motivação.
  • Fornecer feedback constante: Além das recompensas, o feedback construtivo sobre o desempenho é crucial para que os colaboradores compreendam como podem melhorar e alcançar as metas estabelecidas.
  • Promover um ambiente de trabalho positivo: Um ambiente de trabalho positivo, baseado na confiança e no respeito, cria as condições ideais para que as recompensas extrínsecas sejam eficazes.

Os tipos de recompensas como motivadores externos desempenham um papel fundamental na motivação dos colaboradores. 

O salário, os prêmios e o reconhecimento são ferramentas valiosas que as organizações podem utilizar para incentivar o desempenho de alta qualidade e promover um ambiente de trabalho produtivo e positivo.

O papel da Motivação Extrínseca na conquista de metas financeiras nas empresas

Para que uma empresa alcance suas metas financeiras, é essencial que seus colaboradores compreendam e estejam comprometidos com esses objetivos. 

A Motivação Extrínseca desempenha um papel crucial nesse processo, uma vez que fornece incentivos tangíveis que recompensam o desempenho alinhado com as metas financeiras.

Os salários e bônus, por exemplo, são recompensas financeiras que podem ser diretamente vinculadas ao desempenho dos colaboradores. 

Quando os colaboradores percebem que seu trabalho árduo e contribuição direta estão ligados a recompensas financeiras, eles se tornam mais motivados a atingir metas específicas. 

Isso é particularmente relevante em empresas com metas de vendas, lucratividade ou redução de custos, onde o desempenho individual pode impactar diretamente os resultados financeiros.

Para otimizar o uso da Motivação Extrínseca na conquista de metas financeiras, as empresas podem adotar várias estratégias:

a. Sistemas de Remuneração Variável: Implementar programas de bônus e incentivos com base no desempenho individual ou de equipe. Esses sistemas alinham diretamente a recompensa financeira com as metas financeiras da empresa.

b. Reconhecimento Financeiro: Além dos salários e bônus, reconhecer o desempenho excepcional por meio de prêmios monetários ou aumentos de salário pode ser uma poderosa ferramenta motivacional.

c. Participação nos Lucros: Oferecer programas de participação nos lucros, onde os colaboradores têm a oportunidade de compartilhar nos ganhos financeiros da empresa, cria um forte senso de propriedade e alinhamento com os objetivos financeiros.

d. Planos de Ações para Funcionários (ESOPs): Permitir que os colaboradores adquiram ações da empresa ou participem de programas de ações pode criar um forte incentivo para o crescimento financeiro da organização.

A mensuração é crucial para a eficácia da Motivação Extrínseca na busca de metas financeiras. 

As empresas devem estabelecer métricas claras e indicadores-chave de desempenho (KPIs) para avaliar o progresso em direção às metas financeiras estabelecidas. 

Além disso, é importante fornecer feedback constante aos colaboradores, indicando como seu desempenho está contribuindo para os resultados financeiros.

O uso de sistemas de gestão de desempenho e revisões regulares pode ser valioso para garantir que os colaboradores estejam cientes de seu progresso e onde precisam melhorar para atingir as metas financeiras.

Como medir e avaliar a eficácia da Motivação Extrínseca?

Essa análise crítica é crucial para garantir que as recompensas externas estejam realmente impulsionando o desempenho e contribuindo para o sucesso da organização.

Seleção de métricas adequadas

Para medir e avaliar a eficácia da Motivação Extrínseca, é fundamental selecionar métricas adequadas que estejam alinhadas com os objetivos da empresa. Algumas métricas comuns incluem:

  • Desempenho Financeiro: Uma métrica-chave é o impacto direto no desempenho financeiro da empresa. Isso pode incluir aumento nas vendas, lucratividade, redução de custos ou qualquer outro objetivo financeiro específico.
  • Produtividade: Medir a produtividade dos colaboradores em relação ao uso de recompensas extrínsecas é crucial. Isso pode ser avaliado por meio de indicadores como produção por hora ou número de tarefas concluídas.
  • Satisfação do Funcionário: A satisfação dos colaboradores é um indicador importante da eficácia da Motivação Extrínseca. Pesquisas de satisfação, feedback e taxas de rotatividade podem ser úteis.
  • Qualidade do Trabalho: A qualidade do trabalho produzido pelos colaboradores é outra métrica crítica. Isso pode ser medido por meio de avaliações de qualidade, revisões de clientes ou relatórios de erros.

Análise de dados e feedback constante

Uma vez que as métricas apropriadas tenham sido selecionadas, é importante coletar dados relevantes e realizar análises aprofundadas. 

A análise de dados pode revelar padrões, tendências e insights valiosos sobre como as recompensas extrínsecas estão impactando o desempenho.

O feedback constante dos colaboradores também desempenha um papel fundamental na avaliação da Motivação Extrínseca. Realizar pesquisas, reuniões individuais e coletar opiniões diretas pode fornecer informações valiosas sobre a percepção dos colaboradores em relação às recompensas e como elas influenciam sua motivação.

Ajustes e melhorias contínuas

Com base nas métricas e análises, as organizações devem estar preparadas para fazer ajustes e melhorias contínuas em seus programas de Motivação Extrínseca. 

Isso pode incluir a revisão das políticas de remuneração, a introdução de novos incentivos ou aprimoramentos nos programas de recompensas.

Monitoramento a longo prazo

A avaliação da eficácia da Motivação Extrínseca não deve ser uma ação única, mas sim um processo contínuo. 

O monitoramento a longo prazo é crucial para garantir que as recompensas extrínsecas continuem a ser relevantes e eficazes à medida que a organização evolui.

A Motivação Extrínseca desempenha um papel fundamental em nossas vidas, influenciando nosso comportamento e desempenho em várias áreas. 

Quando usada com equilíbrio e discernimento, pode ser uma ferramenta valiosa para incentivar a excelência. 

No entanto, é essencial lembrar que a verdadeira motivação, muitas vezes, reside em nosso amor pelo que fazemos, na paixão pela busca de nossos objetivos e no desejo de crescimento pessoal. 

Leia Mais:

Alexandre Queiroz

Alexandre Queiroz

Alexandre Mazzini, aluno da UNICAMP em Tec. Controle Ambiental. Especialização em Mídias Sociais e SEO, atua no setor de marketing da FM2S como redator para conteúdo web e analista SEO para blogs.